NOVO! Faça agora sua inscrição para o Simpósio - USk Paraty 2014!

27.1.13

Caminhão Tanque

Aqui em Tubarão, no Posto Michels, tem a Lavação do Cabelo.
A água para lavagem é captada no Rio Tubarão neste caminhão.
Um velho Mercedes Benz.
Armazenada em grandes tanques de fibra.
Nada de gastar a caríssima e rara água tratada neste serviço.
Caneta Lamy e aquarela.
Um abraço para todos.

24.1.13

Cozinha da praia

Dando uma folga para o tablet, resolvi desenhar este tema do cotidiano.
Para não perder a mão e não desprezar meus instrumentos tradicionais de desenho.
Um momento calmo no final da tarde.
Uma caneta tinteiro,um bloco de Canson e estojinho de aquarelas.
Utensílios de cozinha são as únicas coisas que existem no momento.
Taí.
Um abraço.


23.1.13

Especulação imobiliária

Sou fissurado pela obra de Calvino.
Comprei recentemente um livro para presentear uma grande amiga - que também é fã do escritor - mas não resisti e comecei a lê-lo.
O livro chama-se "Especulação Imobiliária".
No decorrer da leitura, comecei a me entusiasmar com o tema, e tive a ideia de fazer alguns desenhos de Natal/RN, retratando exatamente áreas de especulação.
Em suma, o presente está tomando uma cara bem particular.







Galpão Vigor / SCSul


Esse é mais um dos desenhos do caderninho do carro, que costumo fazer quase sempre as tardes enquanto espero minha esposa chegar, as vezes saem coisas legais as vezes não, parece incrivel mas sempre que estou sozinho os desenhos ficam melhores...preciso me acostumar com os transeuntes. abçs

22.1.13

Tablet na Praia do Camacho

Em outubro passado comprei um Sansung Galaxy Note 10.1.
Fiz vários desenhos no soft Note que acompanha o aparelho,
baixei alguns apps grátis e adquiri o Sketchbook Pro da Autodesk.
Experimentei todos e firmei uso no S note e no Pro.
Impressionante a variedade de ferramentas e efeitos.
Já tinha desenhado com aquelas plaquinhas digitalizadoras mas, com
canetinha direto na tela é outra coisa,o gesto é mais fácil.
Gostei do resultado embora acompanhado de um sentimento estranho.
E as penas Gillot,canetas Lamy,os papéis,as aquarelas enfim, aquele monte
de materiais maravilhosos que entopem minhas estantes e gavetas?
Senti me um traidor da causa.

Deixa pra lá, a gente desenha mesmo é com a cabeça.
O "tabréco" é só mais uma ferramenta.
Será que as gerações futuras vão aprender a desenhar direto na tela?
O Hockney quando  fez os primeiros desenhos no I Phone decretou a morte do papel.
Continua pintando no papel enormes aquarelas.

Outra coisa, fica muito fácil fotografar a cena e noutro layer "copiar por cima" daí aplicar
cores e etc.
Que acharia disto o Albrecht Duhrer com seu perspectógrafo de vidro e retícula
copiando a cena "por cima"?
Ou outros renascentistas com a camera lucida?
Acho que na nossa proposta do USK,não vale.
Gostaria de saber a opinião dos colegas.

Seguem alguns desenhos que fiz no tablet.
Abraços.

Fiz este no Sketchbook Pro ferramentas lápis e marcador.
Este outro, no S Note ferramenta lápis.



38º Sketchcrawl em São Paulo!


Neste último sábado, dia 19 de janeiro, realizamos em São Paulo mais um sketchcrawl, a maratona internacional de desenhos.
O encontro foi realizado no Sesc Pompéia, com a presença de cerca de 40 pessoas, entre estudantes e profissionais de diversas áreas, incluindo arquitetura, ilustração e animação.
Por volta das 11:30 da manhã já tinham sido distribuídos todos os 35 kits proporcionados pela Papelaria Universitária, que vem nos acompanhando a 4 edições.
O kit foi composto por um caderno com capa personalizada, uma caneta nanquim Micro Pigma, e lápis preto 5B, ambos da Sakura.
O dia amanheceu bonito, e não estava calor demais. Mesmo assim, logo após o almoço caiu uma chuva forte, obrigando todos a permanecerem na área interna do Sesc.
Eu fiquei circulando entre o pessoal até meio dia, mais ou menos. Só então sentei para desenhar. Fiz alguns desenhos de figuras humanas, inspirado pelo ótimo trabalho do Avelino, que tive a oportunidade de conhecer lá. A bela arquitetura do Sesc ficou de lado dessa vez...já desenhei esses prédios em muitas outras oportunidades.
Conheci pessoalmente também alguns colegas que acompanham nossa página no facebook, como o Ricardo Granata e o Rodrigo Santos, que veio do Rio de Janeiro especialmente para o evento.
Além de todos os amigos, como o Joel, Fabio Corazza, a Fernanda, Leni, Tales, Marcus Penna.
Alguns que ainda não tive a oportunidade de conhecer melhor, mas que estão sempre lá, como o Sandro Braga, o André Brunharo, e outros que eu ainda não sei o nome.
Alguns ex-alunos do meu curso, que me deixaram orgulhoso pela presença, como a Emily, o Vinicius, o Gerson.
Troquei uma idéia com o também ex-aluno Chris Rabek, sobre a profissão de ilustrador de arquitetura. Dividimos nossas experiências e anseios.
Enfim, foi um ótimo dia, como sempre nestes dias de sketchcrawl. Faça sol ou faça chuva (ou as duas coisas), faça frio ou calor, com 5 ou 150 pessoas, dia de sketchcrawl é sempre um dia feliz.

Obrigado pela presença de todos e que venha o dia 13 de abril!!

O disputado kit de brinde da Papelaria Universitária.

Rodrigo Santos, que veio do Rio especialmente para o Sketchcrawl.

Ricardo Granata, com seu belo estojo italiano (que deixou alguns com inveja rsrs)


Sandro Braga


Christian Rabek, um dos correspondentes oficiais do Urban Sketchers Brasil



Andre Marques


Emily Shayo


Recanto dos desenhistas...

Leandro Ribeiro

Juliana e Mario

Fabio Corazza e Marcus Penna

Turma reunida



Avelino, eu e a Fernanda Paradela

Gerson Marçal

Galera reunida após a chuva...

21.1.13

Sketchcrawl 38 -Parque do Bom Menino








Minha participação no Sketchcrawl 38.Dia chuvoso!, Mas deu para desenhar alguma coisa.O primeiro desenho  é uma aquarela de uma parte do Centro Cultural e o segundo desenho é o Ginásio Tião, ambos localizados no Parque do Bom Menino.O Parque foi construído com o objetivo de fazer inclusão social, em homenagem às crianças e jovens pobres que não podia frequentar as quadras esportivas dos clubes da cidade. Por muito tempo o parque foi abandonado e utilizado por marginais para praticar assaltos e consumo de drogas mas foi totalmente reformado em 2012, cercado e conta com segurança efetiva 24 horas.Um oasis no meio da cidade de pedra.

Sesc Pompeia /SP


Mais uma participação no Sketchcrawl /SP - mas este é o meu primeiro post como novo correspondente do mundo Urban, tinha uma galera bem animada la no sabado, dificil escolher ate o que desenhar sempre fico um pouco tenso com os rabiscos externos, quem sabe um dia acabo me acostumando. Valeu a todos que participaram, abçs.

Sketchcrawl 38° - Sesc Pompeia/SP


20.1.13

38º SKETCHCRAWL – SÃO PAULO/SP – SESC POMPÉIA

Tardou, mas terminei .. Passei a tarde desenhando no saguão do SESC Pompéia, tudo graças à chuva. Já eram mais de 18 horas da tarde, quando achei que ele estava mais ou menos completo e aproveitei para me esticar e conferir sob outro ângulo, se faltava algo a esse desenho .. Quando determinei por findo, de fininho (rsrsrss) se aproximaram os amigos sketchers Alaor, Eduardo e Ramon, para conferir o resultado de tanta demora .. Aí está ..

PRAIA DO RISO – FLORIANÓPOLIS/SC

Esta é da minha viagem a Santa Catarina, no início deste ano .. A vista da casa dos meus amigos Val e Regina.. É da Praia do Riso, pequena, não muito visitada por turistas, e que fica na parte continental de Florianópolis, no bairro de Coqueiros. E registrando a minha agradável estada por lá ..

16.1.13

No terraço

Adoro quando encontro lugares tranquilos pra desenhar.
Na Cidade do México ficamos em uma casa onde abrigava um coletivo de arquitetos de nome We are Todos. Num dia vasculhando a casa em busca de um desenho encontrei uma escadinha que me levava para o telhado da casa, a vista era bem boa. Eu gosto muito de ver os fundos das construções, eles dizem sempre muito a respeito da cidade onde se encontram.

Sentada em um terraço na Cidade do México.

15.1.13

iPad na Praça Luiza Távora

Oi pessoal! Neste último sábado, 12/01, resolvi sair para desenhar e tentar uma técnica nova. Vou mostrar minha primeira experiência de desenho de rua usando o iPad e um programa que descobri recentemente chamado Procreate. Pela primeira vez fui para um ambiente externo desenhar com esses recursos e o resultado me surpreendeu. O iPad se comportou muito bem embora tenha tido alguma dificuldade por causa da luminosidade provocada pelo sol na tela. O software deu um show de leveza, naturalidade de traço e na simulação dos instrumentos reais.

Como de costume fiz uma base usando a ferramenta HB Pencil que, a propósito, é extremamente eficaz e dá um resultado bem realista. Depois fiz o acabamento linear com a ferramenta Technical Pen. Em seguida fiz a pintura com a ferramenta Maker Brush que, para mim, foi o melhor do processo pois simulou muito bem os marcadores reais. O local escolhido foi a praça Luiza Távora.


12.1.13

Areia, PB

Realizei recentemente uma visita ao município de Areia, na Paraíba. A região é caracterizada historicamente pela presença de inúmeros engenhos da produção açucareira, e atualmente possui alguns engenhos realizando o fabrico da rapadura e da cachaça.
A cidade-sede, tem seu núcleo histórico tombado em nível federal pelo IPHAN, e tem uma implantação bastante interessante, de forma linear, acompanhando a linha de cumeada da serra. Aproveitei para fazer alguns desenhos da cidade e dos engenhos que visitei.