23.11.11

Prometeus

A Cia Teatro Balagan apresenta no Tusp um belíssimo trabalho sobre o mito da criação do fogo.
O texto, criação coletiva do grupo, é falado em português e também em grego, que a gente não entende nada mas cria um clima fantasticamente envolvente. A música e os efeitos sonoros são todos produzidos pelos atores cantando e percutindo nos objetos de cena. 
O cenário é maravilhoso porque é só uma cortina que ora divide o palco (uma arena retangular) em quadrantes (e você não vê o que ficou do outro lado, só escuta) ora se junta no meio e se transforma em esculturas com significados variados conforme se desenrola a peça. No final ela é deixada para o público como o fogo, o legado de Prometeus (o desenho menor). E ainda tem a dança (muito difícil para desenhar) a maquiagem, os figurinos, a iluminação dramática etc...



4 comentários:

  1. Grande Dalton, que loucura esta apresentação... =:P

    Estão lindos os estudos...

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Beto, o espetáculo é mesmo um grande barato. Abraço

    ResponderExcluir