21.5.13

Panorâmica Coletiva de Curitiba - Um exercício gráfico de camaradagem



Esquerda para direita: José Marconi, Simon Taylor, Gustavo Ramos, Fabiano Vianna, Cassio Shimizu, Wagner Polak, Reinoldo Klein e João Paulo de Carvalho

No Domingo passado, 19/05/2013, o grupo Croquis Urbanos de Curitiba, se juntou para realizar um desenho até então nunca feito antes; uma panorâmica da cidade feita por várias mãos e ao mesmo tempo.

Para tal tarefa foi escolhida a Praça das Nações como local. Uma área aberta que ocorre em uma via elevada e oferece uma visual muito botina e particular da cidade.

De início foi marcada no lápis uma tira de papel de aproximadamente 2,5m separando os trechos da panorâmica. A ideia seria que cada um desenhasse esse trecho da maneira que bem entendesse e veríamos o que iria acontecer.

Depois que cada um desenhou seu trecho no lápis, ocorreu que espontaneamente fomos migrando de posição e acrescentando linhas, manchas, texturas nos outros trechos também. Isso conferiu uma unidade natural ao desenho, e mais do que isso, tornou a experiência especialmente bacana e divertida.

Outra frente do grupo que chegou um pouco depois, decidiu fazer outra panorâmica em canson, (desenho maior na foto acima).

Foi um dia realmente muito especial, onde pudemos todos sentir a colaboração mútua, o espirito de camaragem por meio de uma afinidade comum, o desenho.

Compartilho com os croquiseiros deste blog, uma matéria com video feita nesse dia pelo jornal local Gazeta do Povo.

http://www.gazetadopovo.com.br/m/conteudo.phtml?tl=1&id=1374355&tit=Poesia-urbana-em-tracos


Um trecho da panorâmica realizada no dia. Base em lápis, manchas em aquarela, e linhas com caneta grossa e fina.






5 comentários:

  1. Muito bom, sempre quis fazer isso com os alunos e nunca saiu da intenção. Adorei e quando puder vou até Curitiba para me juntar à vocês.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato Dalton! Será muito bem-vindo!
      Abraço

      Excluir
  2. Muito bacana a ideia! As imagens ficaram fantásticas!
    Parabéns pelo post e pelo blog!

    ResponderExcluir
  3. A experiência de desenhar em grupo foi fantástica. A realização de um sonho e algo que, na minha opinião, se aproxima da idéia de harmonia musical obtida em jam-sessions de jazz. Todos improvisam em torno de um tema. O todo é de todos e de nenhum.

    ResponderExcluir