27.9.15

Conheça os Correspondentes: Cláúdio Santos, de Joinville/SC

Cláudio Santos é natural de Porto Alegre/RS. Na infância, morou e estudou em uma cidade próxima, no interior do estado, chamada Camaquã. Possui formação em Arquitetura & Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas (1999). Concluiu Mestrado na Universidade Federal de Santa Catarina (2007), em Florianópolis/SC, na linha de pesquisa Desenho Urbano e Paisagem. Em 2008 iniciou a carreira docente. Já lecionou disciplinas de Teoria do Urbanismo, Desenho Urbano, Desenho Arquitetônico e Projeto de Paisagismo. Atualmente é professor do Centro Universitário CatólicaSC, em Joinville, das disciplinas de Geometria Descritiva, Perspectiva e Desenho de Observação do Curso de Arquitetura & Urbanismo.

O fascínio pelo desenho e pela pintura antecede o período de formação acadêmica. Ainda criança, nas horas de lazer, a distração preferida era reproduzir desenhos dos gibis dos personagens da Disney ou de super-heróis da Marvel, para depois pintar com lápis e hidrocor. Na escola, era “escalado” pelos colegas para desenhar os cartazes nos trabalhos em grupo. No ensino fundamental, tinha adoração pelas aulas de Artes Plásticas, pois as tarefas normalmente envolviam pintura com diferentes materiais e, das disciplinas mais monótonas, costumava desenhar nos cadernos a caricatura dos professores durante as explicações. Hoje, nas disciplinas que leciona, fica preocupado e atento para saber se seus alunos não fazem o mesmo...

USK Joinville . 02 de Setembro de 2015


Durante a faculdade, na década de 1990 em Pelotas/RS, foi estagiário no escritório de um arquiteto aquarelista, onde construía as perspectivas dos projetos em papel manteiga (manualmente, em mesas gigantes e com extensores para fixar os pontos de fuga!). Após, transferia para papel Fabrianno para, então, o arquiteto colorir o desenho. Foi o primeiro contato direto com a prática da aquarela, já que na época os professores do curso não ensinavam essa técnica porque consideravam “difícil” e, aos interessados, só restava aprender através dos livros, bastante escassos, sobre o tema.

Ainda nas fases iniciais do curso, participou de processo seletivo e foi aprovado para a monitoria de Perspectiva e Sombras, uma disciplina temida por todos os colegas de curso. Devido à experiência prévia da monitoria, esse estágio no escritório não foi tão “sofrido” (como teria sido para seus colegas) e despertou o interesse pelo estudo e prática, desde então, das técnicas de pintura aguada, feitas inicialmente em Ecoline. Até concluir a faculdade, como atividade paralela, fez diversas charges para um jornal da cidade, o que auxiliou nas despesas com aquisição dos materiais para experimentação de desenho e pintura.

Aeroporto de Joinville/SC

Barco Príncipe, na Baía da Babitonga . Sãso Francisco do Sul/SC



Hoje no meio acadêmico, considera que, com o advento dos avanços tecnológicos e uso de ferramentas computacionais para a elaboração de desenhos de projetos arquitetônicos, existe uma tendência crescente dos estudantes abandonarem a prática espontânea da representação gráfica através de técnicas manuais. Com isso, se tornam cada vez mais limitadas a capacidade de expressão gráfica sem o apoio de programas e máquinas, além de se tornarem excessivamente padronizados e impessoais os desenhos gerados unicamente pelas ferramentas digitais. Portanto, a formação de profissionais que pouco conhecem do meio onde vivem e que são extremamente dependentes da computação para se expressarem, é motivo suficiente para profundas reflexões no sistema acadêmico de ensino.

Catedral de São Francisco de Paula

Praça da Bandeira, Joinville/SC . Carrocinha de Pipoqueiro ao Sol da Tarde 

Desde 2010 tem se dedicado a estimular as habilidades nos estudantes de arquitetura, design e demais interessados, sob os aspectos de aprimoramento da percepção dos espaços públicos e cenários que as cidades oferecem, bem como aperfeiçoar o uso de técnicas de representação gráfica à mão livre com aplicação de cores. Recentemente, ministrou workshops e promoveu eventos que auxiliaram na estruturação e fundação do grupo USK Joinville.



4 comentários:

  1. Prof Claudio nos enche de orgulho!

    ResponderExcluir
  2. Além de desenhar muito bem, tem a maior paciência e didática pra ensinar. Parabéns pela nova fase!

    ResponderExcluir
  3. Além de desenhar muito bem, tem a maior paciência e didática pra ensinar. Parabéns pela nova fase!

    ResponderExcluir