18.8.18

Desenhando Arequipa *Sketchbooks Peru*


Um Diário Gráfico de Viagens na cidade e região de Arequipa / Peru.
Parte integrantes dos meus cadernos de desenhos concluídos no Peru.
Desenhos e aquarelas realizados no período entre Dezembro 2017 e Janeiro de 2018.
Técnicas: hidrográficas Staedler e Micron e aquarela Winsor & Newton.
Papéis avulsos de 425gr/m2 da Hannemule, adquiridos na Dina Shop, Mogi das Cruzes/SP.  
Encadernação da Baobá Cadernos, Salvador/BA.






_________________________________________________________________________________



Amanhecer no saguão de embarque do Aeroporto de Guarulhos/SP.
Conexão Salvador-São Paulo-Lima. Diário gráfico de Arequipa-Peru, contra capa e página 1.



Um belo castillo e uma vista do cruzamento da Misti com León Velarde, barrio Yanahuara. Limite da zona de preservação patrimonial. Um belo exemplar eclético de influência mourisca que ainda é comum na ocupação de Arequipa além do Rio Chili. Vamos torcer que a especulação imobiliária não destrua tão belos exemplares. Diário gráfico de Arequipa-Peru, páginas 2 e 3.



Catedral de ArequipaEsquerda, vista enquadrada pelo arco de acesso lateral, com detalhes das pedras vulcanicas #sillar e dos portales da Plaza de Armas. Direita, um rabisco rápido do púlpito no interior e de uma das torres com os vulcões Pichu Pichu ao fundo. Diário gráfico de Arequipa-Peru, páginas 4 e 5.



Catedral de Arequipa - Peru. Acima, vista da paisagem arequipenha desde os terraços da Catedral... os vulcões Chachania e El Misti. Abaixo, fachada desenhada desde a cevicheria das galerias superiores dos portales da Plaza de Armas. Diário gráfico de Arequipa-Peru, páginas 6 e 7.



Claustros e Missa da Iglesia da Compañia de JesusArequipa - Peru. Esquerda, visão serial dos claustros 1. Acesso com portada detalhada em sillar; 2. Passagem íntima ao primeiro claustro; 3. Claustro; 4. Acesso ao segundo claustro e 5. Interior da portada em sillar e tijolos maciços. (Continua em outra página). Direita, altar com missa na Iglesia. Diários deArequipa - Peru, pp. 8-9.



Vistas de um terraço. Esquerda, paisagem do conjunto de vulcões Chachania e El Misti, desde o terraço de um café. Direita, uma das torres da Catedral e alguns sketches da Inca Kola. Diários de Arequipa - Peru, páginas 10 e 11.



Capela de San VicenteArequipa - Peru. Fachada da capelinha, tentando representar, sua pequena e admirável cúpula, seus detalhes e técnica construtiva em sillar. Desenho realizado no muito festejado Dia de Navidad para os peruanos, em meio à Missa mais frequentada pela querida Abuelita Clemência. Diários de Arequipa - Peru, páginas 11 e 12.



Mirador de Yanahuara. Vista da imponente geografia com os vulcões Chachania, El Misti (ainda ativo e provocando tremores de tempos em tempos na região) e o conjunto de vulcões Pichu Pichu. E outras anotações sobre a implantação da Plaza e Mirador de Yanahuara. Diários de Arequipa - Peru, páginas 13 e 14.



Cores e pessoas em Arequipa. Esquerda e direita, breves estudos de figuras e cores encontradas pelas ruas e dentro de alguns edifícios de Arequipa. Direita, cerveja cusqueña e abaixo a modenatura em pedra sillar do pátio interno da Prefeitura na Plaza de Armas. Diários de Arequipa - Peru, páginas 15 e 16.



Claustros e fachada da Iglesia da Compañia de Jesus. Esquerda, visão serial dos claustros (parte 2). 6. Segundo claustro em galeria ; 7. Passagem íntima ao acesso externo do terceiro claustro; 8. Rua interna de acesso ao terceiro claustro; 9. Perspectiva central do claustro. (Continuação da página oito). Direita, fachada da igreja em sillar. Diários de Arequipa - Peru, páginas 17-18.


Vale do Rio Chili. Acima, visão do Vale do Rio Chili, os campos de cultivo, os vulcões Chachania e El Misti desde o Mirador de Carmen Alto. Abaixo, a Iglesia de Yanahuara em pedra sillar. Diários de Arequipa - Peru, páginas 19-20.



Campiña Arequipeña - Peru. Contrastes! Sessão da cordilheira ocupada espontaneamente por milhares de casitas (em sillar, concreto, etc) e vista do Vale da Campiña Arequipeña desde os jardins floridos da Casa Do Fundador, sua mansão sede de um enorme latifúndio de terras cultiváveis. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 21 e 22.



Molino de Sabandia. Campiña Arequipeña - Peru. Moinho de farinha construído no inicio do século XVII (1621, circa) em pedra sillar, pelo Mestre de Arquitetura e Cantaria Francisco Flores. Acima, uma vista de sua implantação em meio à topografia, cachoeiras e riachos. Um lugar encantador, no sentido mágico da palavra. Abaixo, uma seção esquemática do escalonamento e da coleta das águas das nascentes das montanhas, seu atravessamento pelo município de Sabandia até passar pelos mecanismos que permitem realizar a moagem dos grãos e, enfim, chegar às campiñas e permitir o cultivo. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 23 e 24.



Monasterio de Santa CatalinaEsquerda, vistas das calles Málaga e Cordoba na incrível cidadela que é o Monastério de Santa Catalina. Uma grande cidade #terracota e #azul, amurada, dentro da #ciudadblanca que é Arequipa. Direita, fragmentos da "cela" de uma das freiras que aí habitava: acesso pelo Claustro de los Naranjos; vista superior do "quintal azul"; nicho de santos com catecismo; nicho com a pequena cama devido à pequena altura da freira; aspecto da cozinha com forno. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 25 e 26.



Monasterio de Santa Catalina II. Esquerda, vistas da calle Toledo na incrível cidadela que é o Monastério de Santa Catalina. Uma grande cidade #terracota e #azul, amurada, dentro da #ciudadblanca que é Arequipa. Ao centro um detalhe do pátio interno e azul de uma das casitas. Direita, fragmentos das ruas e de casas da calle Sevilla. Aspecto interno da casa de uma freira, com nicho de leito, armários e calha de drenagem no piso. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 27 e 28.



Monasterio de Santa Catalina III. Esquerda, cafeteria (onde se encontra a cerveja mais gelada do Peru!) e lavanderia do Monastério de Santa Catalina. Uma grande cidade #terracota#azul, amurada, dentro da #ciudadblanca que é Arequipa. Direita, fragmentos das ruas e casas da Calle Granada. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 29 e 30.



Monasterio de Santa Catalina IV. Acima, corte esquemático longitudinal através dos seis espaços abobadados da Grande Cozinha do Monastério de Santa Catalina. Uma grande cidade #terracota, amurada, dentro da #ciudadblanca que é Arequipa. A grande cozinha do século XVII ocupou a primeira capela do mosteiro, e, no seu auge, apresentava despensa, padaria, fornos, produção de doces e biscoitos... na direita, vão com poço. A produção das freiras doceiras é reconhecida e famosa até os dias de hoje no Peru. Abaixo à direita, outro corte esquemático nas arcadas do Claustro de los Naranjos enquadrando a Calle Granada, ainda também seccionando o confessionário da Iglesia de Santa Catalina (esse último um sketch feito desde o coro). Ao fundo, teto, chaminés da Grande Cocina e o vulcão El Misti. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 31 e 32.



Tambos e Mercado San Camilo. Esquerda, corte esquemático na Calle Bolognese com os tambos La Cabezona e Del Solar. Direita, setor dos sucos no Mercado San Camilo. Diários de Arequipa - Peru. Páginas 33 e 34.



Portales da Plaza de Armas. Arequipa - Peru. Esquerda, vistas dos portales da Plaza de Armas. Direita, mais uns rabiscos rápidos de.uma das torres da Catedral tal como vista das arcadas dos portales. Diário gráfico de Arequipa-Peru, páginas 35 e 36.



Picantería Nueva Palomino. Barrio Yanahuara. Utensílios de cozinha e ingredientes da típica culinária arequipeña. Almoço de despedida. Diário gráfico de Arequipa-Peru, páginas 37 e 38.

Um comentário:

  1. Mohon maaf jika postingan ini menyinggung perasaan anda tapi saya hanya mau menceritakan pengalaman pribadi saya yang mengubah kehidupan saya menjadi sukses sekarang. dulu Saya bekerja di Singapura, tapi saya tidak menyerah dengan keadaan saya, tetap ikhtiar. Dulu pengen pulang ke indonesia tapi gak ada ongkos. sempat saya putus asa,gaji pun selalu di kirim ke indonesia untuk biaya anak sekolah, sedangkan hutang banyak, kebetulan buka-buka internet mendapatkan nomor hp Mbah Suro +6282354640471 katanya bisa bantu orang melunasi hutang melalui jalan Pesugihan Dana Ghaib. dengan keadaan susah jadi saya coba beranikan diri hubungi dan berkenalan dengan beliau Mbah Suro, Dan saya menceritakan keadaan saya. Beliau menyarankan untuk mengatasi masalah perekonomian saya dengan Pesugihan Dana Ghaib nya. Dan alhamdulillah benar-benar terbukti nyata hasil nya sekarang. terima kasih banyak ya allah atas semua rerjekimu ini. Beliau juga bisa bantu seperti Pemasangan nomer Togel,pelet, dll

    ResponderExcluir